A obesidade pode interferir diretamente na fertilidade da mulher e do homem.
No caso da mulher, o excesso de peso pode alterar seu ciclo hormonal. O corpo passa a produzir mais estrógeno e ele reage como se estivesse controlando a reprodução.
No caso dos homens, a obesidade pode provocar a redução do nível de testosterona e aumentar o de estradiol, comprometendo a produção de esperma. Outra consequência é o aumentodo índice de fragmentação do DNA do espermatozoide, podendo gerar falha na fertilização.
IMC – Índice de Massa Corpórea
Calculando o IMC é possível saber se a pessoa está com o peso ideal. Para isso, divida o peso (em quilos) pela altura (em metros) ao quadrado. O ideal é que o resultado fique entre 20 e 25. IMC abaixo de 20 ou acima de 30 já podem refletira na fertilidade.
Por isso, ao decidir tentar engravidar, é importante que um profissional seja procurado, antes de mais nada, para uma avaliação geral, em caso de obesidade de um ou ambos, para estabelecer a melhor estratégia para alcançar a gravidez. A primeira delas será o emagrecimento, que já poderá reverter a dificuldade em engravidar.