É muito importante que jovens mulheres pensem na gravidez desde cedo, pois a opção por ser mãe mais tarde requer planejamento. Portanto, se a maternidade está no seu horizonte, preste atenção às dicas que seguem:
Se existe histórico de menopausa precoce na sua família, tenha em mente que o congelamento de óvulos é uma garantia para o futuro.
Mulheres com endometriose ou que precisam passar por cirurgia ovariana tendem a apresentar uma diminuição da reserva ovariana, por isso, o congelamento de óvulos é um procedimento a ser considerado nesses casos.
Dos 28 aos 32 anos, é a melhor faixa etária para o congelamento de óvulos, pois eles possuem mais qualidade. Quanto mais idade a mulher tem, mais envelhecidos ficam os óvulos, reduzindo sua qualidade.
Mulheres com câncer e que precisam fazer quimioterapia devem optar pelo congelamento de óvulos, já que o tratamento pode provocar a menopausa precoce e infertilidade.
O procedimento para congelar óvulos começa com a coleta, através da aspiração dos folículos utilizando-se uma agulha conectada a uma bomba de aspiração e guiada por ultrassom transvaginal. É preciso que a mulher receba anestesia geral de curta duração, de 15 a 30 minutos. Depois da coleta, serão congelados apenas os óvulos que a equipe médica julgar com qualidade para tal.
A tecnologia do congelamento de óvulos, para posterior fertilização in vitro, veio para ajudar as mulheres querem ou precisam deixar o sonho da gravidez para mais tarde, mas se não houver planejamento, isso pode nunca acontecer.